Rede Globo é "Duas Caras", três, quatro…

Quem acompanha esse blog sabe que eu detonei a Rede Globo por tornar o debate sobre o beijo gay uma palhaçada sem fim. Aguinaldo Silva em seu blog (recomendo a todos) comenta uma notícia sobre o assassinato, esquartejamento e a conseqüente queima de uma mulher em plena Avenida Brasil, o qual não se teve acompanhamento algum por parte da mídia. Ou seja, um povo que é capaz de superar isso não pode ver um beijo gay em uma novela? Eu não poderia concordar mais, acrescentando ainda que um povo capaz de acompanhar sem rejeição o núcleo gay da novela aceitaria facilmente um beijo se não houvesse tanto alarde anterior à cena em si. Esse debate todo deve estar dando um baita ibope para Rede Globo. Pena que não é o meu, pois, que me desculpe Aguinaldo, me vejo num dilema insolúvel: como prestigiar um corajoso autor que ousa desafiar seus próprios chefes sem, ao mesmo tempo, dar ibope à emissora mais tirânica, hipócrita e retrógrada do Brasil? Desliguei a TV…

Segue a cena escrita que muito provavelmente não irá ao ar.

cena 97/
CARTÓRIO/INTERIOR/NOITE
O cartório engalanado. Flores e flores. O escrevente proclama entredentes.
ESCREVENTE — Em muitos anos de serviço, nunca vi tanta frescura!
Ele se volta, e ali estão, com Juvenal, Guigui e Geraldo Peixeiro à frente do pessoal da Portelinha todo, Carlão e Bernardinho lado a lado, o primeiro com um notável bigodão de português. Bernardo, Benoliel, Fernanda Bárbara, Dália, Heraldo e Ana Rosa Maria ali com eles.
ESCREVENTE — E agora, se quiserem assinar no livro…
Bernardinho e Carlão se olham apaixonados, sorriem um para o outro, depois vão lá e assinam… E o escrevente proclama:
ESCREVENTE — E assim eu os declaro casados!
Aquela festa, todos comemoram e o escrivão acrescenta.
ESCREVENTE — E como é de praxe nessas ocasiões… (irônico) Que se beijem os noivos!
BERNARDINHO — Eu não ia abrir mão dessa parte, nem morto!
JUVENAL — (grita) Claro que não! Casou tem que beijar!
E os convidados todos embarcam no coro: Beija, Beija…
E então Bernardinho e Carlão se aproximam e se beijam sob os aplausos de todos.

Até quando será que essa emissora vai menosprezar a comunidade gay? Que falta de repeito censurar esse beijo de um casal gay que tenta se enquadrar na sociedade usando o único meio possível de se ter um pouco de estabilidade num relacionamente entre iguais: fazendo um contrato social ( já que a sociedade com toda sua hipocrisia não aceita um “casamento” gay). O que mais se espera de nós? Que peçamos por favor para sermos aceitos em nossas manifestações de carinho e afeto? Que nos policiemos ainda mais do que já o fazemos? Que sejamos gays mas que não nos beijemos em público? ISSO É RIDÍCULO!!!!!!!!!!!!!!!!! Não posso compactuar com isso. Essa emissora tem que entender que possui um alto nível de influência na opinião pública e que não é uma besteira a reivindicação da comunidade gay de se ver um beijo gay numa novela das 20 horas e sim uma forma de conscientizar as pessoas de que é legal (tanto “bacana” como juridicamente) beijar em público.

Não assistí ao capítulo mas ví fotos e sei que todos os casais heteros se beijaram no final. O casal gay também se casou e foi tratado de uma forma discriminatória ao ter o beijo vetado. Onde está a IGUALDADE? Quanta hipocrisia!!!

Parabéns Thiaguinho pela ótima construção do seu personagem…
Aguinaldo, não desista. Contamos com você nessa luta incessante por dignidade e respeito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in rede globo. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *