De volta à ditadura… Prendam esses viados!

Estou chocado! Minha mãe, que é minha consultora, hoje em dia, dos temas gays que se passam na TV brasileira, me ligou afobada dizendo para eu sintonizar no programa da Luciana Gimenez, pois havia um casal gay do exército dando uma ótima entrevista. OK! Lá fui eu, contrariado, assistir a um programa sensacionalista, mas era por uma boa causa. Me deparo com um homem vestido com o uniforme do exército desafinando uma canção da Cassia Eler. Fui relutante e persistente e continuei assistindo. Os dois não articulavam muito bem as palavras e não conseguiam expôr seus pensamentos e objetivos com clareza. Continuei relevando… Uns dez minutos depois, Luciana interrompe a entrevista e avisa que a polícia do exército estava lá esperando o término do programa para PRENDER os entrevistados. O cara desafinava, tudo bem, mas isso não era motivo para prendê-lo. Não saber se expressar, que eu saiba, também não é crime. Será que eles estão exercendo muita liberdade de expressão? Hummmmm. Isso te lembra algo? Ditadura? Nãooooooooo, imagina….. O exército só estava querendo cumprir a lei e levar preso um desertor. Estamos em guerra? Uma vez no exército, pra sempre no exército? Que isso? O rapaz estava no meio de uma entrevista!

Como um pouco de autoridade torna os homens onipotentes, né? Principalmente os ignorantes que nunca tiveram poder. Esses se tornam logo déspotas. Era gritante, pela aparência truculenta dos policias sendo filmados na porta da emissora, que eles estavam alí para exercer a força bruta. Fuzis, roupas de guerra, carros do exército, tudo era para impôr a força. Um dos rapazes gays está à base de remédios, havia sido afastado por licença médica, está com depressão profunda e síndrome do pânico, dizendo que se mataria se o enfurnassem numa sela. E a Luciana Gimenez fala no ar que ninguém morre de pânico e que o exército tem suas leis e deve ter seus motivos. TEM SIM!!! Não adimite que existam gays na corporação. Acham, numa atitude que fere até direitos constitucionais que gays não são aptos a lutar pelo seu país. CARALHO! Só vou citar um lutador: ALEXANDRE “O GRANDE”. Guerreiro que a história imortalizou como o maior conquistador de todos os tempos. Todos na Grécia antiga tinham, como treinamento para o exército, que se submeter a guerreiros mais velhos. Eles eram cortejados pelos mais experientes e quem não conseguisse ter um “padrinho” era considerado pessoa não digna de ser cidadão. Como invertemos tanto os valores assim? Claro que foi a religião com a noção de pecado deturpado que sobrevive até hoje. Mas, não vou perder o foco. A questão aqui é o exército.

Obviamente, qualquer imbecil já notou que o fato deles serem homossexuais não levaria o exército a uma atitude tão drástica. Um dos rapazes dá a entender que sofre ameaças e teme por sua vida. Lendo a reportagem da revista “A Capa” descobrí que o mesmo casal denunciou corrupção no hospital do exército envolvendo o alto escalão. Ou seja, querem desacreditar os denunciantes pelo fato deles serem gays. O que é tão grave quanto prendê-los por serem gays. Quer dizer que se um gay faz uma denúncia ela se torna vazia? Desacreditada? Não entendí! Não se pode ser gay e sincero? Realmente isso me dá nauseas…

Enfim, o programa acabou sem mostrar o desfecho deste caso. O rapaz dizendo que não ia se entregar e a emissora se acovardando pela pressão sofrida. Muito bonito. Que belo exemplo nossas emissoras passam à população. Graças a deus existe a Internet, espero que nunca seja também controlada por gigantes como a Microsoft, Google e outras. Pelo menos, aqui, me sinto livre para expressar toda essa revoltante situação que nossa mídia atocha goela a dentro da população. Quanto ao exército, só acho que deveriam se abrir para o século XXI e admitir em público que os gays são, como mostra a história da humanidade, ÓTIMOS guerreiros para defender a nação.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in gay e exercito. Bookmark the permalink.

2 Responses to De volta à ditadura… Prendam esses viados!

  1. leka says:

    assino embaixo!!!! e o desfecho, adorei!

  2. Carrie says:

    Concordo totalmente. . .Mas nós vivemos sim uma ditadura, só que não tão na cara. . .Uma ditadura de banalização, onde tudo que vai contra os preceitos da Igreja, ou dos "poderosos" é banalizado, ao invés de mostrar o gay comprometido, inteligente ou bem articulado , a mídia prefere mostrar o gay "retardado", mostra a imagem que lhes é bem conveniente. . .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *