Pra quem ainda acha engraçado piada de gay…

Eu tento, eu juro, não me irritar com tudo que está acontecendo. Fico pensando que isso vai acabar daqui a 6 dias e que todos irão esquecer as perseguições e ofensas aos gays vividas nesse período BBBítico. Mas está demais. Hoje por curiosidade entrei numa comunidade do BBB10 com mais de 1 milhão e 600 mil  participantes e querem saber qual o tópico da vez??? Te digo:

 – Atenção gays Habib´s está contratando!

Lógico que eu cliquei para ver do que se tratava:

BASTA TER BASTANTE EXPERIENCIA EM DAR RÉ NO KIBE.

PROCURE UMA LOJA MAIS PROXIMA E LEVE SEU CU-RRICULUM

DADO A DICA (Veja a imagem abaixo)

Tem mais essa que incita espancarem os gays!!!

Esse aqui ainda diz que vai ser professor e que vai reprovar qualquer aluno gay que vier a ter e que se tornou homofóbico depois de assistir a esse BBB, que tal isso?

Virou FESTA! São todos os forums do BBB, chats, blogs e por aí vai. TODOS declarando abertamente uma guerra homo/hetero. Gente. De onde veio isso que eu nem estava pressentindo ou prevendo? Eu sabia que as coisas não estavam ideais, mas jamais imaginei que estavam a esse ponto. Parece que a maioria da população hetero estava doida pra se manisfestar dessa forma e que só lhes faltava um empurrãozinho.

Outro dia, como já comentei, o André Fischer foi no programa Happy Hour que, se não me engano passa no GNT, dizer que não quer que fiquemos como os EUA, onde a cultura politicamente correta se tornou muito rígida. Eu não poderia discordar mais! Acho perfeita a posição de coibir essas piadinhas ridículas sobre gay que se proliferam em todos os meios de comunicação brasileiros. Que palhaçada é essa de achar que podem fazer chacota do que eu sou? Mas isso é culpa de muitos gays, que adoram tirar uma graça de tudo para serem aceitos. Eu mesmo já gostei e rí dessas piadas, mas pagamos um preço muito alto por elas. Me policio sempre agora para só achar engraçado piadas que não me denigram. Sei que corro o risco de me tornar um chato, mas qual é a opção? Alimentar ainda mais essas cabeças idiotas que se acham no direito de se sentirem superiores a mim se valendo de piadas que aparentemente são inofensivas, mas que na verdade são repletas de séculos de perseguição e preconceito. Já que as pessoas não sabem brincar, não vou mais descer pro play. A coisa ficou séria. Partiram pro ataque. O que vamos fazer? Ficar alienados rindo de Zorra Total e seu BBBicha? Não combina comigo. Sou gay, mas  nada tenho a ver com essa palavra que significa “alegre”. Tenho momentos de alegria como qualquer um, mas não quero ser o bobo da corte. Me poupe vai. Já dizia um filósofo: Felicidade é coisa de gente burra!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in amigos, amor, andre fischer, anti dourado, BBB10, preconceito, violencia. Bookmark the permalink.

6 Responses to Pra quem ainda acha engraçado piada de gay…

  1. MaxReinert says:

    Pois é…. seria o gay o novo "palhaço" brasileiro? Postei sobre isso aqui: http://bit.ly/4oJuMU

  2. Edu says:

    Acho que se o humor viesse em paralelo com um educação de qualidade, realmente construtora de bons caráteres, seria até aceitável, posto que a ofensa não está nas palavras que se usam, mas na intenção que elas carregam. Se alguém que eu sei não ter preconceito, por exemplo, brinca comigo, entendo a brincadeira, rio e tudo mais. Porque sei que aquela pessoa me ama. Mas, como eu quis dizer, não é o caso agora e nem da maioria desse brasilzão. Portanto… nada de piadas.

  3. Lobo Cinzento says:

    Discordo que felicidade seja coisa de gente burra, mas enfim…As piadas, realmente tem que se saber filtrar. Pegar a fama de chato nem é pior que não ser respeitado. Claro, existe toda uma nivelação, dependendo de quem fala, e como fala. Mas tem que haver respeito, acima de tudo…

  4. Papai Gay says:

    "Felicidade é coisa de gente burra" não é uma frase minha. Li não sei onde, mas concordo com ela. Não acredito na felicidade como um estado de espírito e sim como momentos únicos e que se repetem raramente nos quais nos encontramos em um momento de felicidade. No filme "As Horas" tem uma cena em que a protagonista questiona seus momentos de felicidade e descobre que foi feliz em um dia na praia e que na hora não percebia que era feliz. AMEI ISSO!

  5. Pedro! says:

    É nessas horas que eu me lembro de meu querido Brian Kinney, um dos personagens principais da série Queer As Folk: "Só existem dois tipos de héteros: Aqueles que te odeiam pela frente e aqueles que te odeiam pelas costas!"

  6. Papai Gay says:

    Nossa Pedro, bem radical! Adorei, mas não sei se concordo, nunca é legal generalizar. De qualquer forma adorei a provocação…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *