-Meu filho, você tá muito hetero!


Muito louco viver esse paradoxo. Paradoxo é uma declaração aparentemente verdadeira que leva a uma contradição lógica. Ao chamar meu filho disso sou remetido às inúmeras vezes que me controlei na infância para não parecer muito “homo“. É um paradoxo nas 2 situações expostas. Por que? Ora, como podemos ser “muito” aquilo que essencialmente já somos? O que é ser muito hetero? Ou, ser muito gay? No meu caso não sei muito explicar, mas no do meu filho… Ser muito hetero, no caso dele, me incomoda porque me lembra a fase que todo gay vive ao tentar camuflar sua “verdadeira identidade”(uma coisa Clark Kent, gente) gay.

Nossa, eu já fiz muito isso. Lutei jiu jitsu, andava como um troglodita todo arreganhado, falava alto, brigava na rua, e por aí vai. Tá certo que depois de me “assumir“( também não gosto desse termo, pois como já em alguns blogs, parece relacionado a alguma culpa) usei muito esses maneirismos para me promover no mundinho “auto-preconceituosogay. Eu, não dar pinta, era um puta chamariz para atrair os carinhas. O comentário geral era:

-Nossa, mas você nem parece que é gay.

E por algum motivo idiota eu achava que isso me fazia melhor e menos gay que os que pareciam gay. Hoje é bem mais legal. Às vezes, eu me forço pra dar uma pinta maior e tirar um sarro das situações. Vamos combinar que toda conversa fica mais engraçada com uma pitadinha de pinta, ? Olha só. Eu falei que não sabia explicar o meu próprio paradoxo, e não fiz outra coisa no parágrafo anterior. Voltando ao paradoxo do meu filho então. Bom… ele é hetero, isso é fato. Mas, que eu adoraria que o estereótipo dele fosse baseado em um comportamento mais, digamos gay, isso eu adoraria. Aí, me pego na situação inversa dos pais que possuem filhos gays e que gostariam que eles se comportassem mais heterozinhos. Puta merda! Vou te falar, é enlouquecedor ser pai gay de filho hetero. O que eu estou falando? Que virei o tipo de pai que eu mais recrimino? Sim. Triste verdade, mas tem salvação. O primeiro passo é o reconhecimento que tenho um problema e que vou me internar no PGFHA (Pais Gays com Filhos Heteros Anônimos) e me inscrever para o seu programa dos, sei lá… 10 passos?

A verdade é a seguinte. Meu filho virou homem, está desenvolvendo caráter próprio, e eu estou histérico por achar que ele se parece demais comigo quando queria parecer demais com gente como ele (heteros). Fez algum sentido isso? Obviamente, como o caso dele é genuíno, não está querendo se passar por hetero, muito provavelmente ele será um hetero bacana. Viu? Até nisso eu pareço com o pai padrão. Torço pro meu filho ser legal. No fim do dia não tem muita relevância se sou um pai gay ou hetero, o difícil é conscientizar uma população mundial homofóbica disso!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in amor, filhos, homofobia, pai gay, preconceito. Bookmark the permalink.

13 Responses to -Meu filho, você tá muito hetero!

  1. Edu says:

    Sei não, tô achando mais fácil conscientizar a população toda! :-) Uma senadora respondeu. Quer dizer, assim assim, mas foi a única. De Goiás. Porque mandei pra todos mesmo. Beijo!

  2. Paulo Braccini says:

    Pois então meu amigo … o poeta já dizia na canção … "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais" … esta carga cultural não tem alívio … é carregá-la mesmo … ainda bem que vc a carrega de forma consciente o que não deixa de ser uma enorme vantagem, para vc e para o seu filho … quanto a ele ser um hétero legal … disto não tenho dúvidas … vc soube semear a boa semente do caráter nele …Parabéns, e não se aflija tanto … vai por mim … conselho de um gay que não é pai … kkkkkbjux;-)

  3. Maven says:

    Bah, entrei no teu blog por acaso cara. Agradável surpresa! Eu já tinha assistido o Tunel Russo (sou viciado em curta metragens, caiu na minha mão, já elvis), achei tri loco e muito bem feito.Parabéns pelo trabalho!Abraço!

  4. Anonymous says:

    eu nao posso falar sobre este assunto pai e filho porque eu nao sou pai mais tenho pai e nao sei o que ele pensa de mim mais eu sei o que penso dele mais nao quero expor isso. Resumindo para o meu pai ser homo vai contra os "principios" de Deus, ou seja, ele eh testemunha de Jeova e as mesmas nao se classificam como evangelicas apenas cristas, mas pouco importa homossexualidade eh um crime contra Deus. viver eh muito complexo as vezes.

  5. Allan says:

    Pelo que sei ser pai é padecer no paraíso né?sej apai gay ou pay hétero, filho gay ou filho h[etero, o importante é o amor e o respeito que cada um tem com o outro.Boa sorte papai

  6. Tolerância Zer says:

    Jeito hétero? Jeito gay? Bem, ta certo que o "machões" se acham mais heteros que os outros, assim como os gays acham os "afeminados" mais gays também, só que o lance de sair, dar porrada, falar alto, cuspir no chão, coçar o saco, parecer um animal no cio quando passa uma garota, e essas bar ba ri da des, que os que se acham heteros de maaaaaais fazem, pra mim é falta de educação, rebeldia, exibicionismo.Em fim, o fato de ser mais hetero ou ser mais gay, ou ter uma atitude mais assim ou assado… depende mais da educação do que da sexualidade, eu acho… rsrsr

  7. EFS*** says:

    Acho que entendi…é complicado mesmo… eu fico morrendo de medo de ter filhos por motivos como estes… acho que não saberia lidar! :S

  8. Diego says:

    Mas parece que a questão não está em ser hétero ou gay, mas em ser pai. Em querer que seu filho seja feliz e, ao mesmo tempo, perceber que não há como controlar isso. Ele é que vai descobrir a medida dele. Ele está criando asas! (Faz um curta sobre isso, sobre esse momento, pode ser uma via, transformar tantos questionamentos, angústias em arte)

  9. tonio_chaccon@yahoo. says:

    papai vc é ótimo, foi muito esclarecedora sua visão do fato de ser gay e ter um filho hetero, raro, maravilhoso como poucos !!!! sou, a partir de hoje um seguidor!!!!tonio chaccon

  10. Leco Vilela says:

    vc é um pai padrão!

  11. Homossexual e Pai says:

    eu também quero me inscrever na associação dos pais gays que o filho é hetero!

  12. Anonymous says:

    Cara, nunca falei isso pra ninguem, nem escrevi eu acho, mas sou gay, e faço de tudo pra parecer hétero, não dou nenhum pouco de pinta, apesar de gostar do meu estilo de vida, bem hetero, pego mais mulher que muito hetero, mas não curto, não sei o que fazer, as vezes da vontade assumir, mas não consigo, os caras com quem ja fiquei, foram estranhos e de outra cidade, nunca mais os vi, niguem sabe, é triste essa vida. Faço faculdade, curso engenharia, tenho só amigos héteros, sou bonitão ( modéstia a parte) e a mulherada vive dando em cima, fazer o que, se eu começar a dispensar, pronto. Mas não aguento mais :(

  13. Papai Gay says:

    Anônimo… Não sei se voltará aqui para ler isso, mas eu te aconselho a ler o meu post chamado " A pergunta que me persegue. Por que você foi virar hetero". Conta um pouco da minha tragetória para me assumir. Boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *