E a putaria na Parada Gay rola solta mesmo!

Pois é, é isso mesmo, a parada gay tem putaria mesmo. Não adianta ficar dando uma de corretinho, de que isso é exagero, que estamos lutando pelos nossos direitos, que isso e aquilo. Fazemos muita putaria, e daí? Estou meio enjoado desse papinho de que para termos os nossos direitos fundamentais, temos que parar de ser tão sexuados. Temos que nos comportar. A “carnavalização” da Parada Gay já foi tão criticada, que até minha mãe foi concordar com os argumentos dos opositores.

Eu discordo! Acho mais é que tem que ter toda essa explosão sexual tão característica de ser gay. Sim, somos muito sexuados, já falei isso antes. Sim, transamos muito, pelo menos a maioria de nós que não é hipócrita assume. E não tenho vergonha alguma de dizer isso. Claro, casado que estou, parei com a putaria. Mas adoro! Vejo trilhões de filmes pornô e penso em sexo praticamente todos os dias da minha vida. Não só eu, pois acredito que é isso que move o mundo. O coroa hétero e ricaço quer mais dinheiro para ser cada vez mais bem sucedido pra que? Pra comer a mais gata! Sexo gira o mundo. FATO! E quem não tem uma vida sexual saudável, fica aí atacando e criticando a dos outros.

Veja bem, acredito cegamente que a parada não pode perder o cunho político, e que precisamos urgentemente criminalizar a homofobia e ter de volta todos os direitos que nos é roubado quando nos assumimos gay, mas daí a parar de ser sexual e virar padre, não rola. Toda a sociedade resolveu, de uma hora pra outra, barganhar esses nossos direitos conosco. Quantas vezes já ouvi:

 

– Mas olha só, olha o que esses viados estão fazendo… Depois querem que respeitemos.

 

E quero mesmo. Se a moral vigente é hipócrita ao ponto de fingir que seus adeptos são assexuados, problema deles. A minha moral é contemporânea, ela foi cunhada após a revolução sexual, a descoberta da pílula, os direitos conquistados por negros e mulheres, foi através da evolução que me tornei uma pessoa aberta ao novo. Não vou ter debates com gente que pensa como os homens das cavernas. “E Deus fez o homem e a mulher” é o meu CU! Deus pra mim não fez NADA!  Sou evolucionista, acredito na teoria de Darwin, não me venha com o Criacionismo que vou rir na tua cara. Como poderia eu, construir uma moral para mim com base na fé. Sou racional, preciso de provas. Sou um homem da Ciência, graças a “Deus”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in amor, gay, homofobia, Pensamentos, preconceito and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

17 Responses to E a putaria na Parada Gay rola solta mesmo!

  1. Foxx says:

    parabéns, finalmente um texto sobre a parada gay q eu assino embaixo.

    • clecio says:

      eu gosto mesmo da putaria ,mas depois não sei onde enfiar a cara,so depois é que vejo que o que eu quero é não perder a lucidez com tantos desencontros,e incompatibilidades,o que me faz feliz ssão as manhas e o orvalho,aonde anuncia um novo dia.gosto do dia

  2. Vox says:

    Ser homossexual não é sinônimo de ser promíscuo, o gay não é mais ou menos “sexual” que um hétero por conta da sua orientação…cada pessoa tem seu ritmo.
    Você gosta de pornografia, adorava suruba quando era solteiro e trocava de parceiros a cada fim de semana? Ok como qualquer homem adulto você tem todo o direito de conduzir a sua vida da forma que achar melhor mas isso não tem rigorosamente nada a ver com a sua homossexualidade nem com a de ninguém.
    Por incrível que possa parecer nem todo gay gosta de pornografia, muitos detestam ficar trocando de parceiro e nem passa pela cabeça deles transar com mais de UMA pessoa por vez.
    Eu nunca vou lutar pelo “direito” de praticar atos obscenos em público ou pelo “direito” de expor terceiros a cenas constrangedoras…isso não tem nada a ver com religião nenhuma é apenas respeito ao próximo, educação pura e simples.
    Há de se ter bom senso no uso do espaço público. Entenda eu não sou contra um casal de qualquer orientação sexual andar de mãos dadas ou abraçado mas daí a ficar se lambendo em público vai uma longa distância.
    As outras pessoas se sentem agredidas e reagem. Elas estão mesmo erradas ?
    Quem não respeita ninguém merece respeito ????
    Podemos exigir direitos sem cumprir deveres ????
    Acho que não.

    • admin says:

      Caralho, acho que nunca me entederam tão errado quanto você! Leia de novo o post querido. EU ESTOU CASADÍSSIMO E NÃO TRANSO COM MAIS DO QUE UM POR VEZ. Ficar se lambendo em público? Que feio você achar que um beijo gay é isso! Agredir??? Quem está agredindo alguém ao se beijar? Nossa, você é muito travado mesmo. Enfim, as pessoas estão MUITO erradas quando acham um desrespeito um casal gay se beijando. Tudo na sociedade heterocêntrica é celebrado com o beijo, o casamento, os finais de novelas, romances, TUDO! E você se nega a er igual e ainda repete o que os homofóbicos falam hipócritamente:
      -Não gosto de ver beijo nem de heteros!!!
      Isso é a maior mentira, a sociedade adora ver um casal hetero, tá aí o Big Brother que não me deixa mentir…

  3. Cara Comum says:

    Concordo em parte com o Vox quando ele diz que “nem todo gay gosta de pornografia, muitos detestam ficar trocando de parceiro e nem passa pela cabeça deles transar com mais de UMA pessoa por vez.”

    Essa discussão não se trata de uma competição pra ver que grupo é mais moralizado: heteros ou gays… Cada um é cada um e dizer que nós gays somos mais sexualizados é generalização grosseira que precisa ter cuidado ao ser dita.

    Nós gays (a maioria) apenas não somos tão hipócritas e expomos mais (em relação à maioria hetero que é recalcada) que gostamos de beijar, de pornografia, de putaria. Fazemos isso porque já tivemos que nos livrar de outras repressões “morais” então temos mais força para quebrar outros paradigmas… Entendo o que vc disse por esse prisma.

    E vc, Papai gay, está corretíssimo: ninguém pode negociar nossos direitos. Nossa moral e nossas atitudes não podem ser moeda de troca para nossos direitos. Se fosse assim, eu teria que exigir que todo hetero também fosse perfeito aos olhos de todos para ter algum direito.

    Então quer dizer que eu tenho que ser o cara “santo”, tenho que ser “o” exemplo para compensar o meu grande “defeito” (que é ser gay) para poder ser merecedor de direitos? Ah vá!

    Mesmo que eu fosse um assassino, um psicopata, um terrorista, um traficante, eu teria direitos… No mínimo, direitos humanos. Não é porque o cara cometeu um crime, por exemplo, que ele perde os direitos básicos. A gente não pode torturá-lo, deixá-lo com fome, mantê-lo em condições desumanas…

    O mesmo vale para nós gays. Por mais que 99,99% da sociedade considerasse os gays como imorais, ninguém tem o direito de tirar nossos direitos! Jamais! Não é uma disputa moral. Uma coisa é julgamento moral, outra coisa são os direitos civis que, em teoria, valem para qualquer cidadão…

    Favor não confundir.

    Abraços!!

    • admin says:

      Mas é sempre polêmico mesmo quando falo em sexualidade. CLARO que eu generalizei, e foi de propósito. Mas, valeu o debate e os ataques de quem tem sempre que afirmar ser um bom moço… Não vou ficar me justificando. Nem quis dizer que TODOS os gays são promíscuos. O que anda me irritanto é o falso moralismo, foi um desabafo.

      • Cara Comum says:

        Papai Gay, eu sei que foi de propósito. Eu sei que foi um desabafo. Mas sei dessas coisas porque eu já te acompanho há algum tempo, eu te conheço. Mas pra quem está chegando agora pode ser difícil entender sua ironia. E daí, as pessoas se irritam. Vc não precisa se justificar, jamais. Mas quando os tempos são de “guerra” é importante tomar cuidado com possíveis munições que os inimigos possam usar contra a gente, ok?

        Sei que se conselho fosse bom não se dava e se vendia, mas considere o que eu disse apenas como a opinião de quem gosta de vc e se preocupa com os ataques que vc recebe… Cabe a vc decidir se tem relevância ou não, tá?

        Abraços!!

        • admin says:

          Claro querido, mas o desabafo é justamente esse… Falar mesmo e não tentar provar pra ninguém que somos merecedores de direitos fundamentais. Esse tipo de direito não importa nossa conduta moral!

  4. Renato says:

    Adoro sexo pornografia e outras coisa mas porra logo no dia em que todos os olhares estão voltados para os homossexuais que podemos debater questões realmente importantes vira essa putaria. Temos o ano todo para trepar pensar em safadeza mas no dia em que deveriamos “tentar’ fazer um protesto cobrar da autoridades os nossos direitos fazemos um verdadeiro carnaval gay quando falo isso não quero que todos fiquem parecendo santos acho bonito ver as pessoas usando as roupas que realmente querem vestir mas daí a transforma em uma das maiores pegações que já tive a oportunidade de ver vamos ser francos uma boa parte ou a grande maioria vão apenas para beijar na boca arrumar um namorado e dançar muitos tem a cara de pau em confessar tudo isso fora que nem sabem o que é a pl 122 e outras coisas relacionadas ao meio gay. Sinceramente acho isso tudo um absurdo a parada ainda tem sua importancia apesar de muitos estarem estragando. Não sou contra ao beijo gay na rua muito pelo contrario mas sou contra de uma micareta que deveria se algo serio muitos gays só querem beijar na boca e sou contra também da falta de informação.

    • admin says:

      Renato, acho que tem que haver um meio termo, nem tanto carnaval, nem tanta política. Sei que é uma guerra, mas nos tornarmos sisudos às vezes passa a mensagem contrária. Veja como a sociedade agora resolveu apelidar os militantes: “Gayzistas”. Enfim, acho que o ponto pode ser passado sem ficar careta demais. Gays gostam de uma festa mesmo! rs

  5. Sudati says:

    Carnaval, micareta… O que mais rola nisso? PUTARIA PÚBLICA. A maioria hétero. E aí por um dia os gays fazem isso e todo mundo critica…
    Eu sou gay e, particularmente, não gosto e não vou justamente por isso.
    Amo pornografia e afins, mas na minha casa. E, sim, acho demais beijação em excesso em público, mesmo hétero. Quer uns amassos? Vai pra casa, motel, dark room, sauna, que seja.
    BTW: Post válido. 😉

    Abraços.

  6. André says:

    Não entendi seu post. Não concordo com metade do que diz ou gostei da sua linguagem. Eu lento? Pode ser. Tanto faz? Também. Mas, o fato é, não me vejo enquadrado no cenário em que as pessoas se juntam a outras milhares pra lutar pela direito de serem quem são, e são a visão perfeita do que é ser promíscuo. Como homem, gay, não acredito que todos com a minha orientação sexual, quando solteiros, vivem e buscam intensamente pelas mais variadas oportunidades de praticar sexo ou qualquer coisa que o valha. Puritanismos deixados de lado, a putaria que se “foda”! Quero mais é dedicar meu sexo a quem amo. Me sinto realizado com minhas experiências sexuais que não foram muitas para meus quase 30, mas foram bem investidas e inspiradas.

    “Mas olha só, olha o que esses viados estão fazendo… Depois querem que respeitemos.” – Não… não vão ser respeitados (eu nulo aqui, não irei desrespeitar a qualquer um que ache que isso é ser homem e sexuado), quanto aos outros…bahhh!

    “Sim, somos muito sexuados” – verdade! No quadrado de minha intimidade com meu namorado, nada é deixado de lado!!!

    • admin says:

      Que bom que você está satifetio com a sua vida sexual, André, logo, não vejo motivo para atacar quem pensa diferente, né?

  7. André says:

    Verdade, relendo meu comentário, vi que fui agressivo e peço desculpas. Não é essa a intenção, só tenho muita resistência quanto a todo tipo de generalização…

    Bom, parabéns pelo site e pelos projetos em que se engaja.

  8. Papai Urso do Interior says:

    Putaria é tudibom mesmo, pratico-a religiosamente, quanto mais o mundo persegue, mais gostoso e com mais “pegada” eu faço, minha vingança contra o mundo se dá entre quatro paredes, putaria rules my world!!! Empreguinho meia-boca, papinho de gente hetero mal-comida, continhas pagas no fim do mês, nada disso faz sentido se meus níveis de putaria não estiverem em dia e ai de quem chiar (pai, mãe, irmãos, ex, filhos), huahahahaha!!

  9. Raone says:

    Quando o mundo Gay deixar de ser promíscuo, espero não estar vivo para presenciar tamanha insanidade. Viva a putaria!

Leave a Reply to Papai Urso do Interior Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *