“AINDA BEM QUE HOMOFOBIA AINDA NÃO É CRIME”, diz assassino do modelo paulista.

Foram estas as palavras que o suspeito de ter assassinado o modelo Murilo Rezende e o analista de sistemas Eugênio Bozola, Lucas Cintra Zanetti Rosseti escreveu em seu Twitter. O cara é tão influenciado pelas propagandas anti-gays que se dizia um espião infiltrado no mundo gay. Gente assim, acha que está fazendo um bem para a humanidade se livrando da “praga gay”. Outro dia, assistí a um documentário sobre serial killers de gays, onde dois jovens se uniram para fazer exatamente isso. Isso há décadas… E a coisa não para. Mas, como ele mesmo diz em seu post no Twitter: “homofobia ainda não é crime”. Com isso ele se acha no direito de MATAR gays e sair impume. E como estamos no Brasil, é bem capaz que saia mesmo! É revoltante! Até quando a midia vai tratar esses crimes como casos de segunda classe? Parece que a vida de gays vale menos. Não dá para entender. Aliás, dá sim. É só ver como os gays são tratados e retratados em todas as formas de comunicação desse país. Uma palhaçada sem fim. CHEGA! Estamos morrendo PORRA! Exijo que as autoridades tomem as providências para as quais são PAGAS com meus impostos!

Já começaram os falatórios- que o modelo não era gay e que estava no lugar errado, na hora errada- FODA-SE, e o analista de sistemas? Gay assumido merece a morte? E o modelo, caso não seja gay, como foi com o caso do pai que teve a orelha decepada em rodeio, merece um tratamento melhor na investigação de sua morte? Até quando isso? Quantos de nós precisarão morrer para que essa PORRA DESSA LEI  que criminaliza a homofobia seja aprovada? Ainda vem um imbecil, como o autor de novelas da Globo, Aguinaldo Silva, dizer em entrevista que é contra a lei! Como alguém pode ser contra uma lei dessas? Tem que ser muito idiota, cego e imbecil mesmo. Cansei de dialogar isso. Vou me utilizar da “Arte de Insultar” de Schopenhauer. Acabaram-se os meus argumentos, só insultando e xingando muito mesmo para eu desabafar. Aí vai: VÃO PRA PUTA QUE OS PARIU, SEUS HOMOFÓBICOS FILHOS DAS PUTAS que não tem mais o que fazer a não ser cuidar dos NOSSOS CUS!!! Me desculpem os leitores. Odeio baixar o nível dessa forma. Mas, tem horas que só um vai tomar no cu resolve!

mais sobre o caso aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

23 Responses to “AINDA BEM QUE HOMOFOBIA AINDA NÃO É CRIME”, diz assassino do modelo paulista.

  1. FOXX says:

    concordo plenamente, mas o modelo é mineiro.

  2. Paula Mariá says:

    Crimes homofóbicos não são tratados como tal. É absurdo. Eu vi um programa na MTV em que o Cazé conversa com um tal pastor que quer justificar que os gays assassinados estavam em “zona de risco”. Ah então tudo bem, né pediram para ser mortos, cavaram a própria cova, não é não? Gente, que tipo de pessoa tem a capacidade de pensar assim?

    E parabéns para você que ainda tem a paciência para xingar, porque até essa eu já perdi. Ouço o que dizem e transformo tudo em “bla bla bla whiskas sachê”.

  3. Washington says:

    Papai Gay entendo sua indignação e concordo com o que você disse. Mesmo que a homofobia seja criminalizada, não vejo saída para o Brasil. Não temos mais segurança ao andar nas ruas das nossas cidades. A criminalidade só cresce e atualmente até as cidades médias e pequenas não são mais seguras. Se não formos assassinados por homofóbicos, seremos mortos por bandidos, em tiroteios entre polícia e traficantes, em brigas no trânsito ou na porta de um bar.
    Algum tempo atrás o Lula (sim, o Molusco) disse que somos um povo pacífico. Um energúmeno, pois somos o segundo país com a maior taxa de homicídios da América do Sul (só “perdemos” para a Colômbia). E ainda somos um povo cordial, hospitaleiro e pacífico? Como diria o Tihuana: “Eu vi gnomos…”
    E não precisa pedir desculpas. O que mais gosto das suas postagens é justamente sua espontaneidade e a forma sincera e desinibida que escreve. Parabéns!
    Um abraço e bom final de semana!

  4. papai gay,

    sinto que eu compartilho muito desse seu ódio.

    juro que gostaria de começar a ver as “bichas loucas” LOUCAS de verdade, saindo por ai matando esses homofóbicos enrrustidos. serio. SERIO.

    to numa fase INTOLERANTE contra o preconceito.

    bêj
    Leo

    • admin says:

      A gente tem que reagir, não dá mais para aceitar isso. Está demais. Temos que fazer o triplo de barulho, ser chatos mesmo, encher o facebook, twitter com mensagens e divulgações anti homofobia! E claro, aprender a votar direito!!!

  5. Wagner says:

    Fala! Descobri seu blog por acaso e li algumas postagens. Tenho 19 anos e sou gay. Assumi como gay para minha família aos 16 anos. Um ano após minha saída do armário meus pais se separaram. E meu pai começou a ficar mais vaidoso, querendo ser mais jovem. Até fez alguns amigos mais jovens e começou a ficar baladeiro. Pensei que era uma fase (a tal crise de meia idade) só que no final do ano passado meu pai me revelou que era gay; e que namorava um cara uns 15 anos mais jovem. Foi barra; como ser gay e ter pai também gay? Será que meu pai traía minha mãe? Minha irmã também não entendeu, mas foi morar com meu pai; eu continuo com minha mãe. Mas sabe. Não fui muito fã das atitudes dele de ter casado com minha mãe, feito uma família, depois separar, desfazer a família e assumir que é gay. Meu pai fez muita canalhice com minha mãe, a fazia sofrer, dizia que ela era frustrada e não era vaidosa. Presenciei algumas cenas assim na adolescência. Não topo muito meu pai. Gosto dele, porém acho que ele errou e fez muita besteira. Alguns amigos disseram que minha saída do armário pode ter sido um motivo para meu pai se assumir. Mas sei lá. Gostaria que minha família fosse unida, que não estivéssemos separados. Pior é ouvir comentários do meu primo: “filho de peixe, peixinho é”.
    Desculpa o desabafo mas queria compartilhar com alguém. Principalmente você que é gay e é pai. Sei lá, talvez tenha outra visão.
    Abraços.

    • admin says:

      Olá Wagner, tenho várias leituras diferentes para a sua história, mas também não posso ser leviano de opinar sem conhecer o seu pai. Quanto a ter ou não sacaneado sua mãe por ter se casado e constituido uma familia mesmo sendo gay, acho que você deve lembrar que se ele não tivesse feito isso, nem você nem sua irmã teriam nascido. Só isso já vale a “mentira” que você “acha” que seu pai cometeu. Esse lance de culpar seu pai, é mais uma posição em defesa da sua mãe que sua. É natural ficar do lado da mãe em separações, mas só eles sabem o que aconteceu realmente, e não tem nada a ver com você. Seu pai também não virou gay por sua causa, deixa de loucura, isso é impossível, ele só se sentiu mais confortavel de sair do armário. Quanto aos comentários de primos, você já é bem grandinho e pode ser um homem independente, né? Se não teagradam, você não é obrigado a ouvir. Arruma um emprego e se vira! Bom, acho que nessas horas, o mais legal seria você parar de culpar teu pai e tentar ter uma identificação maior com ele. Imagina se ele ao invés de gay fosse um daqueles pais homofóbicos que metem a porrada nos filhos gays achando que vão consertá-los… Bjo e seja bem vindo!

  6. Cara Comum says:

    Quantos ainda terão que morrer, hein??

  7. Wenderson says:

    Parabéns pela participação no CBN Mix Brasil. Vocês foram demais!!!!!

  8. Mauro says:

    Há momentos que a calma parece não resolver. Quantos anos de injustiça e ela continua acontecendo? Avançamos um pouco? Sim. Hoje, ao menos, as matérias são divulgadas, e por serem divulgadas, a polícia se mexe um pouquinho. Só um pouquinho.
    É óbvio que o ideal seria que não precisasse de lei, que as pessoas, por clareza e respeito, não matassem as outras. Mas a história mostra que sem lei, a espécie humana ainda não consegue controlar seus desmandos.

  9. birapcbira says:

    as pessoas tem livre arbitrio para viver como bem entender, você já conhece o biras blog,é o blog de bichas mais famoso da internet!

  10. M says:

    cara ,vc está correto !
    Já estou na fase da revolta a muito tempo, mais percebo que a revolta começa a se transformar em medo , medo sim do que pode acontecer a cada esquina , não me sinto seguro em em minha própria casa . As vezes me pego pensando em ir embora do Brasil (como se existisse outro lugar seguro). Mesmo assim ainda acho, que a solução é berrar bem alto, mesmo que seja com a ilusão de seremos ouvidos .

  11. Mauro says:

    Se por um lado a gente vê matérias como essa, vale conhecer na íntegra o texto do veto ao Dia do orgulho hétero. Entre outros, está no link http://www.revistaladoa.com.br/website/artigo.asp?cod=1592&idi=1&moe=84&id=18449
    Este é legal!!

  12. Júlio Rique Neto says:

    Diante de tantas histórias e violência em suas diversas formas, pergunto, vocês acham que os gays têm muito o que perdoar nesta vida para ser feliz? Se sim, quem em sua opinião poderia ser perdoado e quem não deveria ser perdoado?

    • admin says:

      Não, eu nao acho que preciso perdoar alguém para ser feliz. E não faço a menor ideia de quem perdoar. Acho que nem entendi direito o que você quis dizer, desculpa… rs

  13. clecio says:

    Esse caso foi estranho e esquisito.O fator inveja é preponderante.A midia inicialmente fez o sensacionalismo de costume,fotos bunitas,depois o crime…

  14. Caro Papai Gay,
    Creio que você não baixou o nível. Você se expressou!!!
    Aqui é o seu espaço! E aqui você expressa o que sente!!!
    Eu respeito muito isso!!!
    Também compartilho de seu ódio e leio cada post. Eles me dão força pra seguir em frente.
    A Sociedade não esta nem ai para nós. Infelizmente essa tal “maioria” que se acha no direito de regrar o que devemos pensar ou como devemos agir, não passa de ignorante, machista e digna do título de nazista. Se alguém perguntar por que nazista, não deverá esquecer que os judeus não foram o único alvo de Hitler.
    Posso até estar sendo radical demais em minhas palavras, mas quem assim se sentir ofendido com o que falei é porque deve pertencer a essa “maioria”. Peço desculpa, mas deixo claro que a verdade nem sempre é do agrado dos que vivem a base de mentiras.
    Enfim… Sou a favor do seu posicionamento! Gosto do seu blog e continue se exprimindo nesta maravilhosa ferramenta da forma que melhor lhe aprouver!

    Carinhosamente,

    Rodrigo Briveira.

    P.s: Não consegui achar seu Facebook, se não for nenhum encomodo, vc poderia mandar pra mim? Agradeço desde já! Obrigado!

Leave a Reply to Cara Comum Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *