E a mudança que não vem…

Ando desgastado, cansado mesmo de tanto denunciar sem um retorno decente. As denúncias no Brasil acabam sempre esquecidas, sem soluções práticas que realmente mudem algo dessa realidade tão sofrida e desigual que nos aprisiona. E isso é em todas as esferas, é na saúde pública, no sistema judiciário, na segurança, no combate às injustiças, nos escândalos religiosos, na corrupção, enfim, está por toda parte. O que será preciso acontecer? O que precisamos fazer? Qual a solução? Estaria eu apenas me desgastando à toa?

A ignorância e a corrupção me parecem infinitamente maiores do que qualquer esforço que eu possa fazer. Não está funcionando nosso tática de resistência! Nossos grupos de parlamentares pró-gays, nossas ONGs, nossas associações, nada parece resolver o imediatismo das mudanças que precisam ser feitas. Detesto posts pessimistas, adoro ser prático, resolver os assuntos que me incomodam, mas nesse caso estamos lidando com “costumes” e “crenças” tão enraizadas em nosso inconsciente coletivo que me sinto impotente.

Como mudar uma massa mundial que nos condena? Acho que a resposta mais plausível é sempre a adesão às campanhas que circulam mundialmente na internet. Outro dia comprei uma camisa pra ajudar a “It Gets Better”, mas pra muita gente a coisa não está melhorando porra nenhuma. E, o que mais me interessa, não está melhorando nada pra mim. Não sinto, não vejo e não participei de mudança alguma no meu dia a dia. Continuo com medo de andar de mãos dadas com meu namorado, de demonstrar qualquer tipo de afeto em público, também não me sinto à vontade fora de casa, ando cada vez mais heterofóbico, cada vez mais excluído do prazer de passar despercebido, do prazer de me sentir igual. Ou seja, nada mudou. Escrevo aqui, brigo com familiares, xingo a TV, voto com consciência, faço minha parte, agora é a vez do Estado. Espero, não tenho outra alternativa. Mas que é frustrante, é…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

7 Responses to E a mudança que não vem…

  1. Mauricio, eu realmente me sinto assim também. Acho que todos nós. Tem uma hora que a gente sente que essa mudança nunca vem. Eu ligo a televisão aberta e vejo uma onda homofóbica terrível e o pior é que descumpre aquilo que compete ao papel dos meios de comunicação de informar e educar. Tudo por causa de um medo irracional de mexer com a hipócrita classe C. Sabe um exemplo que eu comparo isso e que aconteceu na semana passada? Com a propaganda da Hope. Achei uma manifestação ridicula aquela, desnecessária e totalmente retrógrada. Se nem na arte se pode tocar mais em questões assim, se nem na arte a gente pode mais provocar a reflexão, é sinal de que estamos em uma completa crise de hipocrisia. Mas, apesar disso, ainda tenho esperança de que no futuro – não muito distante – isso será diferente e melhor e que depende de nós mesmos que isso aconteça. Vamos juntos mudar isso.

  2. Paciencia papai, paciencia… “a arte da paz” ouvi dizer…

    compartilho totalmente sua indignacao.

    beijos
    Leo

  3. Cara Comum says:

    Todo mundo se sente assim. mas se a gente arriar com isso, nada vai pra frente, né? O jeito é tentar até conseguir tirar leite de pedras… Um dia a coisa tem que ir!

    Abraços!!

  4. FOXX says:

    concordo, moço
    extremamente frustrante,
    qndo vejo os casos com crianças principalmente
    me dói o coração ver que meninos ainda passam pelo preconceito q eu tive que passar 30 anos atrás…

  5. Raphael Freire says:

    Nossa, sei bem que sentimento é esse. No meu caso, o pior é quando meus próprios amigos que sofrem da mesma discriminação e dos mesmos problemas de injustiça e descaso viram pra mim e dizem que a minha luta e insistência não vai adiantar de nada, que o que eu faço é chato, enche o saco, pedem pra eu não me expor muito, pois eles andando comigo podem achar que eles são da mesma opinião que eu. Ou seja, os mais interessados na mudança, são os que menos lutam por ela. É extremamente complicado e frustrante.

    • admin says:

      Sei bem o que é isso, meus amigos do facebook nem comentam mais o que ublico de homofobia, acham CHATO. FODAM-SE, vou reclamar até a coisa mudar!

  6. Lobinho says:

    Está melhorando lentamente,Mau.Quando vejo estes casos hediondos,sinto-me de maos atadas.
    Divirta-se na Parada do Rio.
    abraços.

Leave a Reply to admin Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *