Se depender do meu blog, ninguém mais se mata!

tumblr_lv4iiij4xn1r6quvyo1_500

Estou meio relapso nas atualizações, muita coisa acontecendo na minha vida, mas hoje resolvi tirar um tempo e checar os comentários no meu blog. Sempre tem alguém lutando contra a aceitação de sua homossexualidade. Espero ter ajudado. Segue o comentário e minha resposta.

“Olá, acho que a sociedade ainda está muito preconceituosa. Bem, mas queria falar de mim aqui. Era casado ha 12 anos, vivia bem com a mulher, mas como? Sempre tive desejos homosexuais, mas que me segurava para tal. Saia as vezes com homens e chegava em casa com nojo de mim. Casado há 12 anos me apaixonei por um colega de academia, viviamos saindo e indo pra motel juntos e escondidos. Minha esposa soube depois por uma amiga minha que eu tanto confiava. Essa desgraçada , de minha “amiga’ contou. Depois de tudo, separei,sofri,sofro. Cai numa depressão tao grande que tentei suicidio por duas vezes. Meu irmao soube e me dau apoio em tudo, mas confesso que ainda teho medo de sair as ruas .Por saber que agora todos estao sabendo. Hoje ando com anti depressivos, por que foi um choque grande pra mim minha separação, afinal a amava ,mesmo sendo gay a amava. E ainda tenho uma linda filha, que tbm amo demais. Enfim,queria que alguem me desse um apoio moral, pq tenho ainda vergonha disso. Nao sou preconceituoso, mas sei que enfrentarei coisas ruins ainda pior na minha situação pq minha esposa nao aceita como a enganei esse tempo todo. Obg auqui e um desabafo que precisava falar.”

Minha resposta:

“Querido, você imagina o quanto me identifico com a sua história, né? A diferença é que eu estava pronto pra sair do armário, e você foi brutalmente catapultado para fora. E isso, ao meu ver, nos fez ir por caminhos opostos. Como eu estava preparado pra isso, almejava, queria estar livre, fui direto pro orgulho de ser o que sou. Já no seu caso, a primeira reação foi se fechar e se culpar. Essa culpa é um processo. E como você não passou o devido tempo nela, não houve o auto perdão necessário para se atingir o orgulho. Deu pra entender? Até eu ter a coragem de contar pra minha ex mulher, eu tive que passar por esse mesmo processo. Ela não foi traída pelo meu desejo, eu o compartilhei e trabalhamos juntos a minha “redenção” e aceitação até a hora do divórcio. Que mesmo assim não foi nada fácil. Meu conselho prático é o seguinte. Não se culpe! Pense que no final isso foi positivo, pois agora você está livre pra ser o que você é. Quanto aos vizinhos, literalmente FODAM-SE! Isso pra mim nunca foi uma questão. Cago pra opinião alheia. Trabalhe no seu relacionamento com sua filha. Se precisar lute na justiça, mas não deixe o ódio da sua ex mulher te separar da sua cria. VOCÊ TEM DIREITOS LEGAIS! Busque-os! E por fim, não tente tirar mais sua vida. Busque grupos de apoio, existe um chamado “It Gets Better” (As Coisas Melhoram). E realmente melhoram, veja meu caso, hoje sou super feliz, moro com meu filho que está com 23 anos, nos respeitamos muito, estou casado com um homem maravilhoso há seis anos, e não poderia estar mais feliz com minha vida. E não pense que não tive pensamentos suicidas na minha vida, porque tive sim, mas tudo durante o processo de aceitação, jamais depois que fiz a transição pro orgulho. Deixe que falem que você não tem do que se orgulhar, que isso de ter orgulho de ser gay é o mesmo que ter orgulho de ser hetero, e o monte de baboseira que vomitam por aí. Só nós gays sabemos que cada um de nós é um sobrevivente de uma guerra interna e externa, e só nós temos a dimensão do que isso significa. Seja forte e volte sempre.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in gay, homofobia, justiça, Pensamentos, preconceito, violencia and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Se depender do meu blog, ninguém mais se mata!

  1. Foxx says:

    espero que ele leia isso e acredite que as coisas podem melhorar sim.
    espero que seu exemplo mostre isso a ele.

  2. Luiz Filho says:

    Isso é incrível! Hoje mesmo vi uma pessoa tirar a vida por não se aceitar gay. Eu fui um vida dupla por mais de 20 anos. Neguei e neguei enquanto pude. Um dia porém um colega de trabalho desconfiou e me investigou. Eu não apenas fui expulso do meu confortável armário como perdi tudo o que tinha. Falsos amigos, sociabilidade cristã e mulher foram tudo pro beleléu. A idéia suicida sempre me ronda mas não tanto como no começo. Hoje já consigo ligar o FUCK THEM ALL mais vezes durante o dia e quando não consigo parar de me torturar tomo 2 cervejas e tudo fica mais leve. O que tenho a dizer é: leve-se menos a sério porque as pessoas já fazem isso há muito tempo e você só descobriu agora. Tá pobre, devendo, fudido sem amigos? Muita gente também está. Mas o que importa é: ESCOLHA A VIDA MESMO QUE ELA ESCOLHA TE FUDER (O que nem sempre é ruim). Tenho filhos e os amo pra carai e não os abandono por nada nesse mundo…………

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *