Ricky Martin. E agora? Retomada ou fim de carreira?

Na contra mão da maré dos boatos lançados na net, principalmente pela Veja, que segundo o Yahoo em sua página inicial, fez uma entrevista onde o cantor declara ter recebido ameaças de não ser mais ouvido por muitas pessoas no mundo todo, Ricky faz tanto, ou até mais, sucesso que antes. Não vou ler essa revista retrógrada e conservadora. Ponto final. Mas tenho algo a dizer sobre isso.

O Ricky Martin já não era mais tão ouvido! Estava completamente fora do mercado, não fazia show a uma década, segundo ele mesmo em entrevista ao Larry King. Então, que ênfase idiota é essa sobre a possibilidade dele não ser mais ouvido? Isso pra mim é um puta golpe baixo, publicar isso é induzir as pessoas ao erro de achar que ser gay tem que, obrigatóriamente, arruinar a carreira de um artista. Vai se fuder! O cara estava pra lá de esquecido a quase 10 anos! Muitos atribuiam sua decadência a exatamento o contrário: NÃO TER SE ASSUMIDO em uma entrevista concedida a Barbara Walters. Agora vão me dizer que ao se assumir vai ser boicotado? Muito burro esse jornalista. Seu novo single ” The Best Thing About Me is You”, que está em seu site oficial, e aqui embaixo no meu blog, está na casa dos 2.000.000 de acessos! Com imagens homoeróticas explícitas o single é um sucesso. Se muita gente vai parar de ouvir, muitas outras vão voltar a ouví-lo. Eu sou um deles!

Bom galera, nem vou me extender nesse assunto idiota. Mas, o cara ano que vai estrelar EVITA na BROADWAY! E tem mais! Vai, após 10 anos, fazer uma turne MUNDIAL! Nossa… Como se assumir fudeu a carreira dele, né??? Nota ZERO pra VEJA e YAHOO, que ao invés de dissemirar a idéia de que é sempre melhor ser honesto consigo mesmo e com seu público, induziram, com esta reportagem medíocre, que o que dá dinheiro e leva ao sucesso é a MENTIRA.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
This entry was posted in adoção gay, assumir, barbara walters, homofobia, ricky martin, veja, yahoo. Bookmark the permalink.

22 Responses to Ricky Martin. E agora? Retomada ou fim de carreira?

  1. ...Família Co says:

    Bom, sem comentários sobre a Veja, ô revistinha de merda essa, viu?!Que o Ricky Martin sirva de exemplo para todas as celebridades que vivem no armário, e também para as não-celebridades, como eu, que ainda lutam para se libertar!Bjos

    • Eu sinto que agora que ele ta com a vida ganha…pode exorcizar todos os seus fantasmas e colocar pra fora a indigestão,eu curtia as dançantes em suas epocas de lançamento…e agora me reacendeu.Li o livro e fiquei emocionado,guando ele fala que recebeu uma chuva de amor.,eu assim como ele tenho vontade de ser pai,que alias eu não sinto esse desejo em muitos gays.O meu filho ia ser um cientista e implantar um chip nos homofobicos gays e heteros,sim entre gays também existe discriminação velada,a pscologia explica

  2. Anonymous says:

    PARABÉNS E OBRIGADO POR NOS BRINDAR COM UM BLOG DE TAMANHA QUALIDADE. JÁ ESTÁ NOS MEUS FAVORITOS…..UM GRANDE ABRAÇO.PAULO STRAUSS

  3. Paulo says:

    Realmente a Veja escreve artigos para agradar a sua clientela de conservadores classe média. Quando ela coloca o possível fracasso profissional do Ricky em ter se assumido homossexual; seria como em dizer que ele tentou propagar a homossexualidade e se deu mal. Ela só fez o que o público dela queria ouvir e reforçar o que eles acreditam: que a homossexualidade deve ser invisível, algo desprezado e o mais possível evitado, pois não tem futuro ser homossexual.Para nós gays mais velhos descobrimos a cilada logo, mas para quem está se descobrindo agora,tentando se auto aceitar um texto desses pode influenciar negativamente. Por isto muito LEGAL Mau você comentar um assunto destes neste canhão que é a internet!

  4. Cara Comum says:

    Concordando com tudo que vc escreveu, eu só tenho é que deixar um abraço!

  5. leonardo manyk says:

    te seguindo…..

  6. Paulo says:

    Realmente, se assumir só fez bem à carreira dele, pelo visto! Parabéns!!!

  7. Hugo de Oliveira says:

    A revista veja é uma cretina.Gostei da postagem.abraços de luz e paz.

  8. Washington says:

    Papai Gay, nunca gostei de Ricky Martin. Acho a música dele horrível e, por extensão, todas as músicas pop. Não é porque ele assumiu agora que serei seu fã de carteirinha (detesto esse povo que adora ser poser).Abraços.

  9. Papai Gay says:

    Nossa Washington, quanto ódio no seu coração. rsrsrsrs. Cuidado com as generalizações… abço

  10. Washington says:

    Calma, Papai Gay. Não sou nenhum radical com ódio no coração… **rs**É que sou seletivo no quesito música. Prá mim, consigo ouvir Hard Rock, Heavy metal, Punk rock, post-punk, gothic rock e, no máximo, rock alternativo e folk.Minha crítica vai àqueles gays que, de uma hora prá outra, viraram fãs do Ricky Martin (daí a expressão "poser", aquele que acompanha uma moda ou tendência). Na minha pós-adolescência (lá pela virada do milênio, lembra?), todo gay que conhecia dizia que o Ricky Martin era cafona, brega e, agora imagine quais pessoas são fãs dele em perfis no Facebook ou no Orkut? Os mesmos gays que desceram o pau nele uma década atrás. Não tenho nada contra esse cantor, desejo sucesso a ele, mas esperar que eu o admire, compre seus CDs, assista aos seus vídeos no Youtube ou ir aos seus shows, aí não dá…Abraços e tenha uma boa semana!

  11. J.e.L says:

    A Veja é uma revista de merda, todos sabemos que ela é "montada".E Ricky tá certíssimo, mostrando que tá pouco se importando com a opinião dos outros. Tá feliz!Bjos

  12. Anonymous says:

    Concordo com a opinião sobre a revista Veja. E para aqueles que acham errado de nossa parte julgar um veículo de imprensa, eu recomendo que leiam as edições lançadas durante as eleições, onde esta mesma revista tinha seu editor chefe assinando uma coluna onde o Serra era extremamente criticado e duas semanas depois, quando o pt lançou a possibilidade de controle da mídia, ela desbandou para o lado dos tucanos tentando enfraquecer a campanha eleitoral da dilma. Ainda espalhou mentiras do plano de governo sobre a parte voltada para nós homoafetivos, ou homossexuais, como queiram. Liberdade de imprensa deveria ser concedida apenas para estas que propagam a verdade acima de tudo e resvitinhas (estou ofendendo mesmo) como a VEJA merecia sair de circulação, afinal o público que ainda lê esta porcaria é muito pequeno. Nem sequer os consultórios deixam ela mais para seus clientes ler enquanto esperam, salvo alguns poucos tão retrógrados quanto a própria! E coloquei como anônimo porque esqueci minha senha… rsMas meu nome é Magno Farias.Parabés Mau, adoro o blog

  13. Madre Madalena da Sa says:

    Querida Alma Magra em CristoO Ri tá doido. Ele já estava esquecido um bom tempo. Mas depois que publicou o seu livro e se declarou gay é que as pessoas se lembraram dele.Ou seja, assumir a homessexualidade é sucesso.Santo Ósculo em seu coração

  14. Papai Gay says:

    Putz Washington, eu acho exatamente o contrário. Entendo perfeitamente quem não gostava dele antes e agora gosta, pois sou um desses. Não me considero um cara que vai na onda do que está na moda, e sim, um cara que é homem o bastante para se permitir mudar de opinião. Eu não gostava dele por puro preconceito de achar, como acho do Junior, da Sandy, que ele vendia uma mentira. Agora que se assumiu e abriu espaço pra muita gente criar coragem de se assumir também, eu passei a gostar ATÉ da música dele. A admiração pelo ser humano, Ricky Maartin me fez apreciar sua música. Muito errado isso? Por que? Enfim, cuidado com o radicalismo. E de novo digo, abra seu coração… rs

  15. Washington says:

    É, Papai Gay, realmente eu não tenha coração. KKKKKKK Isso talvez porque eu seja um pouco pessimista (tem gente que acredita que sou niilista…).Mas falando sério, acredito que a tal "saída" do armário do sr. Martin foi muito bem trabalhada e uma estratégia de marketing. Celebridade alguma luta por algo que não lhe dê retorno em fama e riqueza. Celebridade não dá ponto sem nó. Como li uma vez uma entrevista com a Susana Vieira, se artista tivesse vocação para ser "bonzinho" viraria monge budista, freira ou assistente social. Sempre gostei do rock. Não gosto de pop (e suas variações), tecno, batidões, breganejo, etc. Isso não me impede, contudo, de sentar num bar e dividir a mesa com alguém que curte funk ou Lady Gaga. Mas tenho minhas preferências musicais (assim como cada um tem as suas) e ambas devem ser respeitadas.Um bom exemplo prá mim é o Rob Halford, vocalista da banda de heavy metal Judas Priest, que se assumiu gay nos anos 1990 ainda. Isso sem flar em Freddie Mercury, Gaahl (da banda Gorgoroth), Renato Russo, Cássia Eller, Cazuza… (são alguns que eu lembrei agora). Ambos são gays ou bissexuais assumidos no mundo do rock e muito antes do dito cujo. E claro, não gosto deles por serem LGBTs, mas sim músicos talentosos e pela afinidade musical.Agora, o que percebo (e não é por você, Papai Gay, que parece ser um cara tolerante) é o fato de alguém ser bissexual (ou gay) tem que, OBRIGATORIAMENTE, ouvir e gostar de Lady Gaga, Beyoncé, Madonna, Cher e, agora, do Ricky Martin … Por quê? Por que temos que comprar um estilo de vida pré-formatado e nos adequar a ele (e não o contrário?). Não gosto de baladas e boates (sejam elas "caretas" ou "GLS"). Conheço pessoas bacanas (LGBTs ou não) noutros ambientes que frequento. O mundo do rock é muito tolerante, de boa.Enfim, cada vez mais acredito que aquela palavrinha que tantam brandam por aí, a tal da DIVERSIDADE, na realidade, tá criando um grupo pasteurizado e homogeinizado, infelizmente…Prá finalizar… Quero que entende que NÃO odeio Ricky Martin (só não gosto da sua música). Que tenha sucesso e sirva de exemplo para adolescentes que estão se descobrindo agora. Maaaaaaaaas… Entre ir ao show do Metallica e ouvir "Nothing Else Matters" e ir ao show do Ricky Martin e escutar "Livin' la Vida Loca", fico com a primeira opção. [:)]Abração, Papai Gay, cada vez mais gostando do seu blog (apesar das divergências! RS RS RS RS RS)

  16. Anonymous says:

    Olá Papai gay,li uns post do seu blog e fiquei impressionada com sua história de vida, seu filho lhe compreender e lhe aceitar. Mas a sua ex esposa lhe entendeu? Sabe também fui casada por engano com um gay que depois do passar de um tempo ele se revelou uma noite para mim, de início ele me disse que era bissexual, claro fiquei chocada com aquilo tudo, sofri muito, pois ainda o amava. Hoje ele esta de relacionamento com um outro cara que eu sei, mas a família dele não sabe qual foi a causa da nossa separação.Colocaram a culpa encima de mim, de eu ser o motivo, etc. Hoje superei, compreendo até ele,to conseguindo perdoar, mas que a gente sofre, sofre. Acompanho um blog com histórias de mulheres que foram traídas por gays em casamentos que tentaram se passar por héteros, você conhece? http://aesposa.blogspot.com/2008/05/sem-esteretip… . Seria bom você participar com sua história de vida.Um abraço!Mel

  17. Papai Gay says:

    Anônima, cada história é diferente. A minha esposa no começo, enquanto ainda estava casada comigo e eu contei, ela foi super tolerante. Até o momento em que a deixei. Aí as coisas mudaram, foi a pior ex-esposa que eu poderia imaginar. Mas essa história é muito longa. Se ela teve dificuldades em me perdoar eu estou tendo o dobro para perdoar ela. E sinceramente, acho que não vou conseguir até morrer.

  18. Maria says:

    Olá, cheguei até seu blog atravez do blog "a esposa" e dos comentários que voce deixou lá. Li uns posts seus mas acredito que aqui prevalece a sua versão, ninguém de nós sabe o que sua esposa passou, quanto você a feriu. Você se casou sabendo-se gay portanto iludiu e enganou uma mulher, mostrou amor a ela fez um filho nela e depois deu o pé. Você a deve ter machucado profundamente para ela ter lhe odiado. Sorte a sua de você não ter sido processado por ela por ser enganada, ela podia.E ela estava no seu direito de querer brigar pelos bens que construiu junto. E no mais o seu post"quando existe a ex" soa nojento para mim como mulher as comparações que você fez, queria ver se seu filho iria concordar com o que você escreveu insinuando sobre ela. Nem sei se você vai ter coragem de publicar meu comentário, não importa, ele só foi escrito para você mesmo pensar.

    • clecio says:

      maria tive um caso com uma mulher que me tirava o folego,transavamos muito,todos os dias,estava me descobrindo.Contei sobre a minha bissexualide e sabe o que eu recebi?ofensas , vinganças,defamação.Respeito muito as mulheres principalmente as madrinhas da limpeza,faxineiras,porque éssas sim trabalham,buscam trabalho em vez de usar o corpo para sensualidades e meios obtusos para encontrar sociedade financeira com gays otarios e carentes como o chiquinho escarpa e as carolas da vida……………………………………………………………………………………………………….A relidade é mais embaixo,cada um pensa no seu propio umbigo,A mulher guando quer sabe jogar lenha na fogueira….sem importar com as conseguencias…penalizado é o sujeito sincero demais……numa sociedade ~~~tao desigual quanto a nosssa

  19. Papai Gay says:

    Ahhhh Maria… Como você é tola. Claro que aqui prevalesce a minha versão, qual outra? Eu estou escrevendo, eu estou me abrindo, assim como quem escreve no blog "a esposa". Lá também tem a versão única da mulher traída e recalcada!!! Quanto a iludir a mulher… Me poupe, né? Minha sexualidade não é tão simplória assim. TODOS saem feridos de um relacionamento que não certo. Muita burrice também dizer que eu enganei uma mulher, fazendo um dramalhão mexicano por isso. O ser humano se engana, é enganado e engana para sobreviver, ou vai me dizer que você é a última puritana caída do céu do mundo? Hilário mesmo é você na sua santa ignorância achar que uma mulher pode processar alguém por ser gay. Nem ler os posts do outro blog direito você sabe. O caso que aparece lá da mulher que processou o marido nos EUA é totalmente diferente, ele sabia que estava com AIDS e não se previniu com a esposa. Algo absurdo e totalmente passível de processo. E quem disse que minha mulher não ficou com a metade dos bens que construímos? Outra coisa, ela nunca falou que me odeia por isso. Brigamos anos depois por outras discórdias. Realmente, esse blog "a esposa", para não chamá-lo de "as mulheres recalcadas que querem vingança de qualquer jeito", faz um dis-serviço, ele ensina às mulheres a colocarem programas espiões nos computadores dos maridos, invadindo e violando qualquer tipo de privacidade entre os casais, e por consequência acabando com o respeito. É de se lamentar mesmo. Só mais uma coisinha, meu filho lê tudo que escrevo, pode nem concordar, mas respeita minhas opiniões. Pra finalizar Maria, homens que se casam e se descobrem gays não são monstros, e não enganaram ninguém, óbvio que existem exceções, eles na verdade honraram essas esposas com um amor muito mais puro do que qualquer hetero poderia lhes ter dado. É um amor que não depende do sexo, chega a ser quase sublime, o mais próximo de se amar a alma que se pode chegar. Quando vocês mulheres entenderem isso, sentirão orgulho de terem sido amadas por um gay.

  20. Papai Urso do Interi says:

    Ricky tá com tudo! Arrasou na temporada de entrevistas nos EUA, passou por quase todos os programas de sucesso e teve 100% de aceitação do público. Daqui pra frente vão pensar duas vezes antes de associar fim de carreira com o ato de assumir-se publicamente. A-MAY como o Sr. Martin conduziu esse out do armário, aproveitando-se da mídia e não deixando-se ser sugado por ela, rsrsrs… gay way of life is also intelligence! rsrsrs… Fãzaço de R.M.!!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *